Assembleia Geral – Votação Eletrônica

[s2If current_user_can(access_s2member_level1)]

Dando continuidade ao estabelecido no Estatuto do Conselho Branco seguimos com a votação eletrônica referente aos assuntos da Assembleia Geral estabelecida na HobbitCon, para conclusão da mesma. Há uma votação a ser realizada, conforme edital de convocação, que é a aprovação, para entrada em vigor, das Proposições 1, 2 e 3 (texto completo da Proposição 1, Proposição 2 e Proposição 3). As mesmas já foram aprovadas por maioria absoluta em votação individual através do sítio do Conselho Branco (respectivamente 22%, 93% e 94%) mas de acordo com nosso Estatuto devem ser aprovadas em Assembleia Geral

 

[poll id="9"]

[/s2If] [s2If !current_user_can(access_s2member_level1)]
É necessário ser Associado do Conselho Branco e estar logado no sítio do Conselho Branco para poder participar da votação eletrônica da Assembleia Geral.
[/s2If]

About Fábio Bettega

Membro Fundador do Conselho Branco, Presidente nas gestões 2001-2002 e 2012-2013.

Comments

  1. Concordo em vários pontos com o Saitar e o Palan. A discussão presencial foi muito boa, e certamente depois do debate sobre as proposições, a forma como muitos presentes as enxergavam mudou (mesmo daqueles que talvez votaram a favor delas pela internet anteriormente).

    Já que esta votação online está prevista no estatuto (que inclusive não é desta gestão, como foi apontado), acho que em um primeiro momento nem é isso que eu acho estranho. Embora eu fique com uma dúvida: depois desta votação, sendo aprovadas as proposições pela maioria dos 97% dos associados que não estavam presentes na assembleia, as proposições serão de fato aprovadas e o estatudo do CB será de fato modificado?

    O que eu realmente acho estranho é que as proposições estejam sendo votadas em um bloco único. Se eu não concordar com a última e concordar com as duas primeiras, por exemplo (o que é apenas um exemplo), fica uma situação difícil para mim. Eu sugiro que isso seja mudado.

    Outra sugestão: seria muito (muito mesmo) melhor que a presente votação fosse feita APÓS a divulgação da ata da assembleia para todos os associados – uma ata detalhada com pelo menos um resumo das discussões com suas principais conclusões, e também com as sugestões de alguns associados que inclusive pediram para que o que foi dito fosse colocado em ata.

  2. Voto não porque acho que as propostas não foram discutidas o suficiente entre os membros ativos do Conselho Branco – e, embora o nome do informativo não seja algo realmente relevante para os rumos do CB, as outras duas proposições são – e não me sinto representada por elas.

    • Fábio Bettega says:

      Você tem total direito à sua opinião – mas as mesmas foram bastantes discutidas quando votadas, inclusive com prazos amplos, e anunciadas em todos os canais. A Proposição 3, inclusive, foi uma proposta conjunta de todos os Thains, Coordenadores Regionais e DN 🙂

  3. Homero Damico says:

    Por coincidência, meu voto para todas as proposições foi o mesmo. Mas acredito que seria melhor se pudessem ser votadas separadamente neste momento.

    Abs,
    Fëasur

    • Fábio Bettega says:

      As proposições não estão sendo revotadas – o resultado da mesmas (a votação já recebida por elas) está sendo validade (ou não) pela Assembleia Geral, por isso que não tem revotação individual de cada item.

      • Álvaro Freitas says:

        Mas isso não faz sentido algum. Elas podem (devem?) ser validadas ou revalidadas individualmente, já que, como ocorreu na Assembleia Geral presencial, elas podem ser consideradas apropriadas (caso da Proposição 1), aprovadas com ressalvas (caso da Proposição 2) ou simplesmente precisam de texto adequado a ser apresentado aos votantes, já que alteram o Estatuto.

        Fico preocupado também com o fato da Assembleia Geral presencial aparentemente estar sendo ignorada. Me recordo de ter passado bastante tempo nela, no sábado da Hobbitcon. (terei alucinado?)

        • Fábio Bettega says:

          Estou repassando seus comentários também ao condutores da AG presencial no sábado, de forma que se possa ter a melhor compatibilização desse processos (AG presencial / votação eletrônica conforme Estatuto / fraseologia do edital de convocação). Infelizmente não pude estar presente, extremamente frustrante para mim não ter podido colaborar mais de perto na AG presencial (e na HobbitCon).

          E, enquanto isso, você está mais do que convidado a participar do processo que será instaurado logo mais, para modernização do Estatuto, criação do Regimento Interno, e compatibilização de processos de uma Sociedade Tolkien como a nossa, que funciona em grande parte na Internet e abrangendo um país de dimensões tão grandes!

          • Rafel Saitar says:

            Reitero o comentário do Palan. Isto está indo de encontro ao que foi discutido da AG presencial, o que a tornaria virtualmente nula ou então sem sentido. Se eu presencialmente votei (separadamente) em relação à validação ou não de duas das três proposições apresentadas, eu não deveria poder votar aqui novamente. E se um número maior aqui votar diferente do que foi discutido e votado lá, destrói-se a paridade do processo. Os dois casos, o voto duplo e a falta de paridade entre esse processo e o do dia 07, estão virtualmente retirando a importância da presença na AG.

            • Fábio Bettega says:

              Com relação aos votos duplos, é simples a exclusão, tendo a Ata. Já a disparidade entre o edital de convocação e a AG presencial é mais difícil de lidar. O problema nãoé a votação online (prevista no estatuto) mas a disparidade entre edital de convocação e AG presencial. O voto eletrônico pode parecer conflitante, mas é estatutário (e não é desta Gestão) – não podemos simplesmente ignorá-lo.

              Quanto ao número de votantes, é natural que seja maior eletronicamente, uma vez que 97% de nossos Associados não puderam participar da AG, mas mesmo assim são tão Associados quanto os que foram.

          • Álvaro Freitas says:

            Fábio, eu já participei da primeira convocação à atualização (no começo deste ano), tendo sido o único membro da minha comissão (Estatuto) a enviar comentários.

            Me sinto, portanto, moderadamente insultado pelo convite concluído com exclamação.

            Adicionalmente, o voto eletrônico, ainda que previsto em Estatuto, solicita condições estipuladas em Regimento Interno – que não possuímos. Nesse caso, fica claro que a DN está tomando para si a prerrogativa de decidir os termos desse processo de votação eletrônica. Não me sinto representado por isso, e acho uma pena que na ânsia de aprovar uma votação importante (a que vai permitir que todos os membros da Sociedade possam votar de forma eletrônica, e que presumo todos os associados entendem como necessária) inúmeras outras proposições estejam sendo passadas sem ouvir a voz da Assembleia presencial – à qual compareceram membros de outras Tocas que não a Toca SP.

            Fica a frustração sobre uma Assembleia Geral presencial, sem real poder de decisão.

Speak Your Mind