Comissões Especiais do Conselho Branco

Conforme estabelecido na proposta de trabalho apresentada pela chapa “Coirë” durante o processo eleitoral 2012, estamos dando início à instauração de Comissões. Nesse período inicial de trabalho, nosso foco será a reestruturação do Conselho Branco. Daí, a necessidade de uma avaliação profunda e detalhada sobre a real situação atual da comunidade.

Esperamos contar com a ajuda de todos e, para quaisquer dúvidas, favor entrar em contato com a Diretoria Nacional através da Secretária-Geral Edhel ([email protected]) ou da Diretora Cultural Valië ([email protected]), responsáveis na Diretoria Nacional pelo andamento das comissões.

Para que alcancemos resultados concretos que fortaleçam o CB, a participação de todos é fundamental. Use sua voz! Participe! É a hora das mudanças!

Seguem, abaixo, as informações gerais das Comissões e seu funcionamento.

==========

DIRETRIZES PARA AS COMISSÕES ESPECIAIS DO CONSELHO BRANCO

I - A Diretoria Nacional do Conselho Branco, dentro de suas atribuições, institui as Comissões Especiais, de caráter deliberativo.

As Comissões Especiais são grupos temporários, com objetivos específicos, abrangendo os seguintes temas e áreas:

- ESTATUTO

- TOCAS

- EVENTOS

II - MEMBROS

1 - Cada Comissão Especial será composta por 3 (três) membros, conforme segue:

- 01 (um)  Membro indicado pela Diretoria Nacional do Conselho Branco

- 02 (dois) Membros indicados pelas Tocas

1.1 – As Comissões poderão convidar outros associados do Conselho Branco para

auxiliarem nos estudos.

2 - Poderão fazer parte das Comissões Especiais todos os associados do Conselho Branco.

3 - Cada comissão deverá escolher um relator entre os três membros, a quem caberá organizar as informações e estudos e elaborar o relatório final previsto no item VI destas Diretrizes e encaminhá-lo ao Presidente do Conselho Branco.

III - FUNÇÕES

As funções primárias de cada Comissão Especial são vinculadas aos temas e áreas de avaliação e deverão contemplar consultas aos os associados do Conselho Branco dentro da maior amplitude numérica e geográfica possível, conforme segue:

Comissão Especial: Estatuto

Caberá a Comissão “Estatuto”:

1- Debater e colher opiniões e propostas dos associados do Conselho Branco

2- Avaliar o texto original e apontar pontos defasados ou que mereçam adequação

3- Propor sugestões de alterações  no texto

4- Propor mecanismos de implementação para as sugestões mencionadas no item anterior.

Comissão Especial: Tocas

A Comissão “Tocas” deverá:

1- Realizar levantamento e mapeamento sobre a situação atual das Tocas ativas e inativas;

2- Debater e colher opiniões e propostas dos associados do Conselho Branco

3- Identificar pontos positivos, pontos negativos e pontos críticos

4- Propor ações para reativação de Tocas já existentes;

5- Avaliar as possibilidades de criação de novos Núcleos ou Tocas

5- Apresentar sugestões de solução para receber novos associados e o retorno de associados afastados

6- Propor definições de mecanismos para implementar as sugestões apresentadas.

Comissão Especial: Eventos

Será função da Comissão “Eventos”:

1- Realizar levantamento de eventos que as Tocas ativas realizem ou participem periodicamente;

2- Debater e colher opiniões e propostas dos associados do Conselho Branco

3- Apresentar pontos positivos e negativos para as participações ou realizações mencionadas no item 1 acima

4- Propor eventos significativos para a participação do Conselho Branco

5- Avaliar possibilidade de eventos que atendam a demanda de membros fora do eixo São Paulo-Rio de Janeiro-Espírito Santo

6- Apresentar sugestão de calendário de eventos

7- Apresentar sugestão de ações que viabilizem a realização dos eventos propostos que contemple: viabilidade financeira, viabilidade geográfica, atuação de associados voluntários, etc.

IV - ESPAÇO DE DISCUSSÃO

A Diretoria Nacional poderá indicar espaço para debates online (lista de discussão ou fórum) após a formação das Comissões.

V - CRONOGRAMA

1 - As Comissões Especiais serão instituídas e desarticuladas dentro do período compreendido entre 17 de fevereiro a 26 de março de 2012.

2 – Cada Comissão terá o prazo até 19 de fevereiro de 2012 para sua formação e encaminhamento ao Presidente do Conselho Branco dos nomes que a comporão.

3- O relatório final, elaborado pelo relator de cada Comissão, deverá ser encaminhado ao Presidente do Conselho Branco na data imediatamente posterior à sua desarticulação.

VI - RELATÓRIO

1 - Ao final do período mencionado no item V, as Comissões deverão encaminhar, por meio de seu relator, o relatório  final detalhado dos estudos realizados ao Presidente do Conselho Branco, contendo avaliação da situação atual, propostas e soluções para os problemas identificados e sugestões para suas efetivações.

2 - Caberá à Diretoria Nacional do Conselho Branco a apreciação dos relatórios e dar início nas providências que se fizerem necessárias.

VII - Os casos omissos na presente Diretriz serão avaliados pela Diretoria Nacional, a quem caberá apresentar solução e dar os respectivos encaminhamentos.

Diretoria Nacional no Conselho Branco, gestão 2012-2013

17/Fevereiro/2012

Speak Your Mind